domingo, 25 de setembro de 2016

Arte do Blog

Abstraction - 1940

Ilya Bolotowsky

Ilya Bolotowsky nasceu em 1 de julho de 1907, em São Petersburgo, Rússia. Ilya Bolotowsky viveu a Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa, em seguida, fugiu para os Estados Unidos quando ainda era adolescente. As convulsões violentas de sua infância levaram-no a pesquisar e propor uma ordem livre, não militarista, não simétrica, sem passo de ganso, não acadêmica.

Double Diamond - 1949

Ilya Bolotowsky não foi apenas um membro fundador da American Abstract Artists, mas também uma das forças por trás de seus programas e exposições. Imigrante russo que chegou a Nova York em 1923, Bolotowsky estudou na Academia Nacional de Design entre 1924 e 1930. Em seguida trabalhou durante vários anos como designer têxtil e ensinou a arte em casas de liquidação. Em 1932 ele tinha guardado dinheiro suficiente, que combinado com uma pequena bolsa de estudos, foi capaz de custear dez meses na Europa, Itália, Alemanha, Dinamarca e Inglaterra, incluindo algumas semanas em Paris.
 
Blue Diamond Year - 1980

Quando partiu para a Europa, Bolotowsky já estava familiarizado com Picasso, Matisse, outros pintores parisienses avant-garde, e com os construtivistas russos. Em suas composições abstratas de meados de 1930 ele deu rédea livre a uma variedade de abordagens estilísticas inspiradas nos trabalhos de Miró e Mondrian. Nesses trabalhos ele introduziu um padrão de formas biomórficas e planos retangulares de cor não modulada.

Series 2 - 1970

Bolotowsky além de pintar fez filmes experimentais, normalmente baseados em mitos gregos ou mitos fabricados por ele. Nos filmes ele usou atores e fugiu da abstração. Bolotowsky acreditava que o cinema era uma arte de empatia e que a abstração representava uma abordagem conceitual mais adequadamente transmitida através da pintura e da escultura. 
Bolotowsky teve exposições individuais na New Art Circle do JB Neumann e na galeria The Pinacoteca e, em 1954, se juntou à galeria de Grace Borgenicht, onde mostrou seus trabalhos na década de 1970.

Ilya Bolotowsky morreu em 22 de novembro de 1981, em Lower East Side, Nova Iorque, EUA.

Blue Tondo Year - 1978

Clique aqui

sábado, 24 de setembro de 2016

Especial de Sábado

Ganhadores do Premio Nobel de Física

Borges e Nicolau
x
1971
Dennis Gabor pela invenção e aperfeiçoamento da holografia.

 Dennis Gabor (1900-1979), inventor e engenheiro húngaro

Dennis Gabor nasceu em Budapest, Hungria. Doutorou-se na Universidade de Berlim em 1927, onde eram professores Einstein e Planck. Em 1933, tornou-se cidadão britânico. Foi distinguido, em 1971, com o premio Nobel de Física pela invenção e aperfeiçoamento da holografia, em 1948.
Holografia é uma forma de registrar ou apresentar uma imagem em três dimensões. Com o advento do laser na decada de 1960, a holografia desenvolveu-se e ganhou inúmeras aplicações.

Saiba mais. Clique aqui, aqui e aqui

Próximo Sábado: Ganhador do Premio Nobel de 1972:
John Bardeen, Leon Neil Cooper e John Robert Schrieffer - pelo desenvolvimento da teoria da supercondutividade.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Caiu no vestibular

Tipos de ondas. Reflexão e Refração de ondas.

Queso 1:

(UFMG)
Enquanto brinca, Gabriela produz uma onda transversal em uma corda esticada. Em certo instante, parte dessa corda tem a forma mostrada na figura a seguir. A direção de propagação da onda na corda também está indicada na figura.



Assinale a alternativa em que estão representados CORRETAMENTE a direção e o sentido do deslocamento do ponto P da corda, no instante mostrado.


Resolução:

Como a onda é transversal o ponto P vibra numa direção perpendicular à direção de propagação. Temos, então, duas possibilidades que aparecem nas alternativas b e d. Para decidirmos qual é a correta, vamos deslocar parte da corda para a direita, num instante imediatamente posterior ao mostrado na figura dada no exercício:


Assim, a alternativa correta é a b.


Resposta: b

Queso 2:

(FEI-SP)
As figuras representam dois pulsos que se propagam em duas cordas (I) e (II). Uma das extremidades da corda (I) é fixa e uma das extremidades da corda (II) é livre.



As formas dos pulsos refletidos em ambas as cordas, são respectivamente:



(e) Não há reflexão na corda (II)


Resolução:

A reflexão na extremidade fixa ocorre com inversão de fase. Na extremidade livre a reflexão ocorre sem inversão de fase.

Resposta: b

Queso 3: 

OBC (Olimpíada Brasileira de Ciências)
Uma fonte de vibração está ligada a duas cordas conectadas e tracionadas, AB e BC. Suas densidades lineares são, respectivamente,
μ1 e μ2, tal que μ2 = 4.μ1. A ilustração abaixo mostra o sistema de cordas 1s após a fonte começar a vibrar.


Considere f a frequência de vibração da fonte, λ1 e λ2 os comprimentos de onda nas cordas AB e BC, v1 e v2 as velocidades de propagação das ondas nas cordas AB e BC. Assinale a alternativa que indica os valores corretos:


Resolução:

No intervalo de 1s formam-se na corda mais fina duas ondas completas. Portanto, 0,5 s é o tempo e formação de uma onda completa. 
Logo, o período da fonte é T = 0,5 s e f = 1/T = 2 Hz é a frequência.

Do esquema temos:

λ1 + λ1/2 = 4,5 => 3λ1/2 = 4,5 => λ1 = 3,0 m
v1 = λ1.f => v1 = 3.2 v1 = 6,0 m/s
v2 = (F/μ2) = (F/4.μ1) = 1/2.(F/μ1) = 1/2.v1 => v2 = 3,0 m/s
v2 = λ2.f => 3 = λ2.2 => λ2 = 1,5 m 

Resposta: b

Queso 4:

(OBC)   
Frentes de onda passam de um meio 1 para outro meio 2, ambos homogêneos, conforme indica a figura. Sabe-se que α = 53° e β = 37°.



Dados: sen 53° = 0,80; sen 37° = 0,60 
A velocidade de propagação da onda no meio 2 tem módulo 60 m/s e a distância entre duas frentes de ondas sucessivas no meio 1 é de 4,0 cm.

a) Represente o raio incidente R que passa pelo ponto P, o correspondente raio refratado R’, a reta normal N pelo ponto de incidência na superfície de separação S e os valores dos ângulos de incidência e de refração.
b) Qual é o módulo da  velocidade de propagação da onda no meio 1 e a distância entre duas frentes de ondas sucessivas no meio 2?
c) Determine a frequência da onda nos meios 1 e 2.


Resolução:

a) Sendo o raio de onda perpendicular à frente de onda, temos:


λ = Sendo o raio de onda perpendicular à frente de onda, temos:

i é o ângulo complementar de 90°-
α. Logo, i = α = 53°
r é o ângulo complementar de 90° -
β. Logo, r = β = 37°

b) Pela Lei de Snell- Descartes:


sen 53°/sen 37° = v1/v2 => 0,80/0,60 = v1/60 => v1 = 80 m/s
de v1 = λ1.f1 e v2 = λ2.f2 e sendo f1 = f2 (a frequência é a mesma nos dois meios) vem:
v1/v2 = λ1/λ2 => 80/60 = 4,0/λ2 => λ2 = 3,0 cm

c) Sendo f
1 = f2 = f, vem: v1 = λ1.f => 80 = 4,0.10-2.f => f = 2,0.103 Hz.